minha racionalidade claustrofóbica

Quando eu estou ansiosa (praticamente sempre) minha cabeça vai muito longe contemplando o melhor que pode me acontecer e depois encontrando maneiras cada vez piores de destruir cada uma dessas possibilidades. É um nível de detalhes patológico.

– Eu vou comprar um bilhete da mega-sena. Eu ganhei na mega-sena. Eu não vou ser louca, vou investir 90% do dinheiro logo de cara. 30% em títulos relativamente líquidos. 60% distribuirei entre 3 gestores de recursos bons para que eles apliquem em carteiras diversificadas de longo prazo. Os 10% eu vou deixar na minha conta. Eu vou pedir demissão e vou chamar minhas amigas pra passarem o verão Europeu em um Air Bnb comigo, mas eu não vou viver a vida muito louca 24/7, eu vou contratar um personal trainer espanhol gostoso pra ficar malhada. Aí começa: o governo vai dar calote, seus títulos vão virar pó, a democracia vai colapsar, seu dinheiro investido com gestores não vai valer nada em um mundo pós-apocalíptico e quente. A realidade é que vc vai sim passar sete dias por semana bebendo vinho em excesso, usando ecstasy e cocaína, fazendo sexo desprotegido e comendo fritura. Ao fim de 4 meses você estará com gastrite, neurotransmissores desequilibrados – uma depressão ansiosa histriônica ou uma crise de hipomania raivosa, ou talvez tudo ao mesmo tempo – sífilis. E vários quilos a mais.

E É ASSIM QUE EU NÃO SAIO PRA COMPRAR UM BILHETE. Mas se vendesse pelo Rappi, ok, eu já teria programado a compra semanal, pois antes de tudo, sou uma pragmática.

A subjetividade é uma prisão, a racionalidade é claustrofóbica.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s